Conteúdos

Como o personal branding impulsiona sua carreira

Jéssica Barros

Minha esposa foi a uma nutricionista indicada por suas amigas, disseram para ela que a médica tinha cuidados excepcionais. Mas, chegando ao consultório, ela se deparou com uma nutricionista de aparência acima do peso. A imagem é tudo, à primeira vista é mais importante ainda. Por isso, sua marca pessoal se torna a primeira referência que vão ter de seu trabalho.


Ter uma boa porta de acesso para a sala do sucesso é criar uma boa marca pessoal, que com certeza dispõe de janelas com oportunidades profissionais.


No dia que meu afilhado nasceu, ele foi recebido pelas pessoas e pelo mundo ao seu redor. Em seu primeiro ano de vida começou a descobrir as coisas e um pouco de como elas funcionam. Com o passar do tempo além de descobrir, ele aprendeu também a se comunicar e a criar. Fez sentido ele aprender esses primeiros passos com o acompanhamento de bons professores na escola que seus pais o matricularam. Assim ele desenvolveu sua inteligência com mais facilidade e começou a demonstrar conquistas de espaço da maneira correta entre as pessoas que estavam em seu convívio. É basicamente isso o que devemos fazer a vida inteira, trabalhar o verdadeiro “eu” de forma que possamos atingir todos os nossos objetivos. Você só não imagina como. 


Quando começamos a interagir com a sociedade em geral, percebemos que existem pessoas que se diferenciam dos outros. Saiba que o segredo para um certo destaque é primeiro aprender a dizer o que você quer, depois saber quem pode te ouvir e te ajudar a conseguir o que você quer.


Nem todas as pessoas já nascem uma Coca-Cola da vida. Mas, tenha certeza que todos já nascem responsáveis por criar e cuidar de sua marca pessoal. Ter uma “Personal Branding” é como ser diretor de uma grande empresa. Você vai ter que tomar conhecimento e cuidar de muitos aspectos e, dependendo para que lado você leve essa empresa, é possível chegar a uma falência ou conquistar grandes espaços e admiradores.


O que é afinal uma Marca Pessoal e por que ela é tão importante?


A partir do momento da sua existência, outras pessoas começam a fazer interações com você. Elas criam e formulam opiniões sobre como você pensa e age, ou seja, formulam uma imagem única “no geral” sobre o seu “eu”. É como os outros te enxergam, independente se você tem menos ou mais características e pontos positivos em sua vida. Isso então é chamado de “Personal Branding”uma “Marca Pessoal”. O conceito está focado em considerar pessoas como marcas, que devem ser desenvolvidas, transmitidas e protegidas. Além do mercado profissional, exploramos com êxito o mercado social.


Em seu livro sobre “Personal Branding”, Arthur Bender fala sobre o quão incrível é a possibilidade de encontrarmos aspectos da nossa personalidade com interpretações totalmente contrárias aquelas que acreditávamos ter. Com isso, você ficaria surpreso se tivesse a oportunidade de ler algum relato completo sobre o que as pessoas pensam verdadeiramente a seu respeito.


Aqui na Gênia, além de trabalharmos marcas para empresas, também trabalhamos marcas pessoais. O processo não é diferente de avaliar marcas e produtos corporativos. Fazemos uma dissonância cognitiva pessoal. Construímos todos os aspectos necessários para que sua imagem seja boa no mercado e para que lhe traga grandes resultados.


Ter uma bela visão sincera das pessoas que participam de nossa vida, amigos e inimigos, sobre o que pensam de nós em determinados aspectos, é fazer com que deixemos de ter uma visão distorcida entre o que achamos que somos e como somos percebidos por eles de verdade.


Também temos aspectos importantes que ajudam na criação de uma marca pessoal, como: criar uma estratégia forte do destino da sua marca, fortalecer a ideia de onde você deseja chegar, qual o valor da sua marca, como fazer a diferença com o seu nome e principalmente criar formas visuais de te ajudar a encontrar o que você procura.


Parte da responsabilidade do ser “eu” está em suas mãos. Reflita sobre os motivos positivos e negativos de seu sucesso. Não deixe de lado o bom senso e a razão. Como Arthur Bender disse: Se não encontrar pelo menos cinco pontos críticos negativos na sua imagem pessoal, é porque você certamente está sendo generoso demais consigo mesmo. […] Vou te dizer por experiência própria, coloque seus pés no chão e te dê a chance de refletir sobre sua falta de postura em relação ao seu nome. Vamos fazer perguntas usando adjetivos para caracterizá-las. Isso facilita e torna mais segura a análise de sua marca pessoal.


A Gênia ajudou a Bruna Zuffellato a trabalhar o seu profissional a partir de seu nome. Depois de uma auto-avaliação na prática, traçamos sua identidade de marca (valores e atributos) e sua imagem perante a marca (percepção pelo mercado). O resultado e sua reputação é bastante impactante.


No seu dia-a-dia, você é cercado por amigos, colegas, família, conhecidos, vizinhança, profissionais, empregadores, prestadores de serviços, associações, governo, comunidades, público em geral. Isso significa que sua marca pessoal tem um grande desenvolvimento diário e que precisa ser bem apresentada. Porque sair de casa bem arrumado lhe traz muitos bons olhares tanto quanto sair de qualquer jeito traz olhares indesejados.


Bill Parcells, técnico do time de New York Jets, disse uma verdade simples e direta: “Não culpe ninguém! Não espere nada! Faça alguma coisa”.



Dúvidas, críticas, sugestões e elogios são sempre bem-vindos. Se você deseja receber novidades ou manter contato, interaja conosco pelo formulário abaixo, estamos ansiosos para conversar com você.



Escrito por Jéssica Barros


Qual o problema
da sua empresa?
Fale com a Gênia.

Entre em contato agora mesmo